Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘despedida’

 

Amigos,

Pela primeira vez venho até esta MARGEM pronunciar-me abertamente e assinar sobre o que aqui escrevo, mas o faço por “aqueles anônimos” que percebo passarem por aqui diariamente. Ainda que tímidos – ou qualquer que sejam os seus motivos para não deixarem comentários -, sei que acompanham os textos, vídeos e devaneios aqui publicados…

Gostaria de avisar-lhes que a MARGEM estará parada por um tempo, meus amigos… Desta vez, não por qualquer resguardo que se faça necessário, mas “simplesmente” pq estamos de mudança… 😀  Na verdade, EU estou de mudança! E os amigos próximos, ainda que anônimos, sabem que este é um sonho de alguns anos que finalmente se realiza!

Na verdade, a “desculpa” era que eu ficaria sem internet e por isso não atualizaria, mas também não é só isso! [Realmente, a internet só deve ser “problema” de uma semana…rs]

O real motivo, meus amigos, é que não foi só a mudança de endereço…EU também mudei! E quando voltar a escrever aqui, quero estar – ou pelo menos tentar -, mais harmonizado com essa pessoa em enterna construção na qual eu estou me tornando diariamente… [Redundante, eu sei…]

Para o próximo ano, eu quero voltar até aqui e não me perder em mim aqui dentro… O exercício será outro!

Ótimo 201o para todos!

Beijos,

Romulo Souza.

 

Read Full Post »

 

Amigos,

Pela primeira vez venho até esta MARGEM pronunciar-me abertamente e assinar sobre o que aqui escrevo, mas o faço por “aqueles anônimos” que percebo passarem por aqui diariamente. Ainda que tímidos – ou qualquer que sejam os seus motivos para não deixarem comentários -, sei que acompanham os textos, vídeos e devaneios aqui publicados…

Gostaria de avisar-lhes que a MARGEM estará parada por um tempo, meus amigos… Desta vez, não por qualquer resguardo que se faça necessário, mas “simplesmente” pq estamos de mudança… 😀  Na verdade, EU estou de mudança! E os amigos próximos, ainda que anônimos, sabem que este é um sonho de alguns anos que finalmente se realiza!

Na verdade, a “desculpa” era que eu ficaria sem internet e por isso não atualizaria, mas também não é só isso! [Realmente, a internet só deve ser “problema” de uma semana…rs]

O real motivo, meus amigos, é que não foi só a mudança de endereço…EU também mudei! E quando voltar a escrever aqui, quero estar – ou pelo menos tentar -, mais harmonizado com essa pessoa em enterna construção na qual eu estou me tornando diariamente… [Redundante, eu sei…]

Para o próximo ano, eu quero voltar até aqui e não me perder em mim aqui dentro… O exercício será outro!

Ótimo 201o para todos!

Beijos,

Romulo Souza.

 

Read Full Post »

 

Em algum momento de sua vida – que ele nunca soube precisar ao certo “o qual” ou talvez até preferiu se enganar desta forma -, ele percebera que aquelas estrutras e as relações pressupostas a partir do que ele até então conhecia como lar e família, não davam mais conta do turbilhão que se formava dentro dele. Algo tão rápido que, um dia, ao se levantar pela manhã, ele andou por aquela casa como se a visitasse pela primeira vez…Olhou seu familiares, e eram como familiares rostos desconhecidos… Seu quarto! Voltou ao seu quarto e percebeu que nem ali ele mais estava ou qualquer referência dele e dele mesmo naquela vida que ali lhe cabia… Quis correr e dessa vez, como há muito se anunciava, ele o fez! 

Ele correu meus amigos! Não por medo, fuga… Mas por coragem!   

Ele saiu… Saiu meu caro, mais por necessidade do que por vontade! Uma necessidade de si mesmo que naquele antigo lugar já não mais cabia… 

Ele correu pra não morrer! 

 

[É meu amigo…Eu torço por esse rapaz e que agora, com suas próprias mãos ele possa forjar o seu lugar no mundo] 

Read Full Post »

 

Em algum momento de sua vida – que ele nunca soube precisar ao certo “o qual” ou talvez até preferiu se enganar desta forma -, ele percebera que aquelas estrutras e as relações pressupostas a partir do que ele até então conhecia como lar e família, não davam mais conta do turbilhão que se formava dentro dele. Algo tão rápido que, um dia, ao se levantar pela manhã, ele andou por aquela casa como se a visitasse pela primeira vez…Olhou seu familiares, e eram como familiares rostos desconhecidos… Seu quarto! Voltou ao seu quarto e percebeu que nem ali ele mais estava ou qualquer referência dele e dele mesmo naquela vida que ali lhe cabia… Quis correr e dessa vez, como há muito se anunciava, ele o fez! 

Ele correu meus amigos! Não por medo, fuga… Mas por coragem!   

Ele saiu… Saiu meu caro, mais por necessidade do que por vontade! Uma necessidade de si mesmo que naquele antigo lugar já não mais cabia… 

Ele correu pra não morrer! 

 

[É meu amigo…Eu torço por esse rapaz e que agora, com suas próprias mãos ele possa forjar o seu lugar no mundo] 

Read Full Post »

 

Hoje, ao longo do dia, me deu vontade de escrever sobre um certo sorriso apenas pela lembrança de um daqueles dentes que a mim me parecia diferente de todos os outros. Tinha um carinho por aquele seu dente que compunha o sorriso que você tão facilmente “esparramava” sobre meus olhos, que a mim era inexlicável – isso inclusive, nunca lhe disse, talvez pela estranheza de minha adoração…

Então, lembrei de seu “dente-sorriso” e quando me pus a escrever sobre ele, vi que não me falava mais nada. Não trazia aquela torrente de sentimentos – tão comum quando me ponho a escrever sobre ti e as impressões que me causa.

Dizem os antigos, que SONHAR com dente é mau-agouro, morte… E LEMBRAR de um único dente? O que será? Será que a lembrança também guarda em si o mesmo significado?

Eu não sei… Mas acho, acho mesmo, que naquela lembrança em que você mais uma vez “me veio”, dessa vez, você morria entre os dentes…

 

 

[Já indiquei no twitter, mas indicarei aqui também! Ouçam Marta Jean Claude. É uma cantora haitiana, exilada em Cuba, que se propõe a cantar as músicas populares do Haiti. Simplesmente lindo! Apesar deu não entender uma só palavra em criollo]

Read Full Post »

 

Hoje, ao longo do dia, me deu vontade de escrever sobre um certo sorriso apenas pela lembrança de um daqueles dentes que a mim me parecia diferente de todos os outros. Tinha um carinho por aquele seu dente que compunha o sorriso que você tão facilmente “esparramava” sobre meus olhos, que a mim era inexlicável – isso inclusive, nunca lhe disse, talvez pela estranheza de minha adoração…

Então, lembrei de seu “dente-sorriso” e quando me pus a escrever sobre ele, vi que não me falava mais nada. Não trazia aquela torrente de sentimentos – tão comum quando me ponho a escrever sobre ti e as impressões que me causa.

Dizem os antigos, que SONHAR com dente é mau-agouro, morte… E LEMBRAR de um único dente? O que será? Será que a lembrança também guarda em si o mesmo significado?

Eu não sei… Mas acho, acho mesmo, que naquela lembrança em que você mais uma vez “me veio”, dessa vez, você morria entre os dentes…

 

 

[Já indiquei no twitter, mas indicarei aqui também! Ouçam Marta Jean Claude. É uma cantora haitiana, exilada em Cuba, que se propõe a cantar as músicas populares do Haiti. Simplesmente lindo! Apesar deu não entender uma só palavra em criollo]

Read Full Post »

[Porta aberta]

porta

 

[Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus]

 

Eu disse adeus…


Adeus porque com você sinto a presença do apêndice, da tarceira perna, da qual Clarice contava… Daquela que me impede de andar, mas a qual eu passei a temer a ausência.

Adeus, porque com você meus lábios, minha boca, minha mente dão nó!

Ficam confusos em sua forma “fria” de ver o mundo e as pessoas…


Do sentimento, você aprendeu os atos.

Eu, só sei a completa falta de controle e o arrebatamente que a mim é irresistível.

Do amor, você conhece as letras, o ensaio, a sombra.

Eu, só sei o aperto no peito e a carência de palavras.
HOJE,
Nego-me a ficar atrás da porta! Esta sim já não me cabe mais…
Antes que você vá, eu corro na frente…

Porque vou ao encontro do que há la fora.
Só faça o favor de “passar” a chave e sair tb! 


Tua? Nem pensar! Hoje eu provo é que sou de mim.

 

E do mundo!

Read Full Post »

Older Posts »